Brasil desclassifica Bélgica e sobre na tabela da Liga das Nações

Redação Por: Redação

Esporte Novidades

Publicado em 08/06/2021 10:33h

Brasil desclassifica Bélgica e sobre na tabela da Liga das Nações

O Brasil não quis dar chance à sorte. Nesta segunda-feira, a seleção de José Roberto Guimarães voltou a mostrar evolução e despachou a Bélgica em 3 sets a 0, parciais 25/18, 25/16 e 25/17. Com mais um bom desempenho e guiada pelos ataques de Tandara, a equipe seguiu com passos firmes o seu caminho rumo às Olimpíadas de Tóquio. A vitória, de quebra, faz com que a seleção assuma a vice-liderança da fase de classificação da Liga das Nações, atrás apenas dos Estados Unidos.

 
  • Resumo do jogo

 

A evolução se mantém. Tudo bem, ninguém esperava que a Bélgica causasse muitos problemas. Mas, ainda assim, a equipe brasileira somou mais alguns passos rumo à forma ideal. Zé Roberto, mais uma vez, repetiu a formação das últimas partidas, dando ainda mais entrosamento ao time. Com um passe preciso e ataque eficiente, principalmente pelas mãos de Tandara, o Brasil dominou as rivais sem correr riscos do início ao fim.

Tandara, com 17 pontos, foi o grande nome da partida. Gabi, com 11, também brilhou em uma partida de poucos erros, principalmente no ataque. A seleção também brilhou no passe. Foram poucas falhas. Camila Brait, mais uma vez, deu segurança à defesa brasileira durante toda a partida. Rosamaria, que entrou no decorrer do jogo, também aproveitou a nova chance: em quatro ataques, quatro pontos.

  • Próxima partida

 

O Brasil volta à quadra nesta terça-feira. O time de Zé Roberto vai encarar a China, às 11h, com transmissão do SporTV2. O ge acompanha tudo em tempo real.

 

  • Como fica?

 

Com a vitória nesta segunda, aliada à derrota da Turquia para a República Dominicana, o Brasil sobe para a segunda colocação na tabela, atrás apenas dos Estados Unidos. A seleção soma sete vitórias na Liga das Nações, com apenas uma queda, justamente para as americanas. As quatro melhores equipes avançam à fase final.

 

  • 1° set - Organização e poucos erros

 

Janssens aproveitou um espaço aberto junto à rede e atacou firme, dando fim ao primeiro rali logo na abertura do jogo. As belgas, que vinham de quatro vitórias em sequência, queriam manter o bom momento. Mas o Brasil, cada vez mais entrosado, não quis dar brechas a surpresas. Logo, a seleção abriu 8/4 até com alguma facilidade. Um breve momento de desatenção até permitiu que as belgas, da boa ponteira/oposta Herbots, se aproximassem no placar. Mas foi por pouco tempo. Sem perder o controle, a seleção caminhou com tranquilidade para fechar a parcial em 25/18, com Tandara.

 

(Fonte:GE)

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Barcarena - Blog de Notícias