EDP ​​Renováveis ​​entra no Chile com projetos de 628 MW em energia solar e eólica

Redação Por: Redação

Mundo Novidades

Publicado em 02/06/2021 10:12h

EDP ​​Renováveis ​​entra no Chile com projetos de 628 MW em energia solar e eólica

A EDP Renováveis, quarto maior produtor de energias renováveis ​​do mundo, fechou acordo para aquisição de um portfólio de 628 MW em parques de energias renováveis ​​no Chile . Espera-se que esses projetos de energia eólica e solar comecem a operar entre 2023 e 2025.

A portuguesa afirmou em comunicado que o negócio foi concretizado através de dois acordos, com a Atacama Energy e a Lader Energy , no valor total de 38 milhões de dólares, sujeita ao sucesso de fases pré-definidas para cada projecto.

Com este portfólio, a EDP Renováveis ​​aumenta a sua presença mundial, chegando ao mercado 16, e o grupo EDP entra assim no seu mercado 21.

 
 

“Na EDP e na EDP Renováveis ​​estamos empenhados em desempenhar um papel ativo na transição energética e nos mercados latino-americanos, onde o Chile oferece um enorme potencial para a produção de energias renováveis. A entrada neste mercado confirma a importância da região para a ambiciosa estratégia de crescimento internacional da EDP Renováveis. Este movimento reforça a nossa liderança global e estamos confiantes no potencial de crescimento do Chile para o setor das energias renováveis ​​”, afirma Miguel Stilwell d'Andrade, presidente e CEO da EDP e EDP Renováveis.

Este portfólio inclui um parque eólico de 77 MW com PPA (Contrato de Compra de Energia) de 20 anos, com previsão de entrada em operação em 2023, e 551 MW em projetos em desenvolvimento - dois parques eólicos que, no total, têm 297 MW e um Parque solar de 254 MW. O objetivo é que esses projetos possam começar a operar até 2025; Por meio deles, a empresa pretende participar ativamente dos próximos editais regulados e do mercado privado de PPAs no Chile .

Mais sobre energia
  • EDP ​​Renováveis ​​entra no Chile com projetos de 628 MW em energia solar e eólica
    EDP ​​Renováveis ​​entra no Chile com projetos de 628 MW em energia solar e eólica
  • ENAP sai do vermelho e registra lucro de US $ 40 milhões no primeiro trimestre
    ENAP sai do vermelho e registra lucro de US $ 40 milhões no primeiro trimestre
  • Caminhões e ônibus rodariam com hidrogênio verde em 10 anos e o preço está perto de atingir a paridade com os derivados de petróleo
    Caminhões e ônibus rodariam com hidrogênio verde em 10 anos e o preço está perto de atingir a paridade com os derivados de petróleo

A empresa disse que este portfólio de ativos permite ao grupo estabelecer sua presença no Chile com um portfólio considerável e tecnologicamente diversificado, com projetos em diferentes estágios de desenvolvimento.

“A EDP Renováveis ​​vai continuar a buscar projetos eólicos e solares, bem como oportunidades de crescimento do hidrogênio verde no país, com a intenção de ter um papel ativo na transição energética do Chile”, disse a empresa.

A entrada no mercado chileno também reforça a presença da EDP Renováveis ​​na América Latina, onde atualmente possui 0,4 GW de capacidade operacional e 1,1 GW de capacidade segurada no Brasil e 0,5 GW de capacidade segurada na Colômbia .

 
 

“O setor energético chileno é altamente dependente da geração térmica, que ainda representa cerca de 50% da matriz energética do país. Como tal, o Chile tem forte potencial de crescimento para energia eólica e solar, além de um marco regulatório estável, com visibilidade em contratos de longo prazo ”, acrescentou.

O grupo destacou que o Chile estabeleceu um plano ambicioso para gerar 20% de sua energia de fontes não hídricas até 2025 e 70% até 2050. “O roteiro também inclui um potencial significativo para o desenvolvimento de projetos de hidrogênio verde. Em grande escala, proporcionando uma perspectiva atraente de crescimento de longo prazo para as energias renováveis ​​no país ”, afirmou.

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Barcarena - Blog de Notícias